Habilidades do administrador: 3 maneiras de vencer a concorrência na busca por oportunidades de trabalho, independente da sua idade.

Olá administrador, em relação a habilidades do administrador quero perguntar algo.

Habilidades do administrador: o habilidosoAlguma vez você já se perguntou o que poderia ter acontecido depois de deixar escapar uma grande oportunidade?

  • Talvez aquela entrevista de emprego que foi um fiasco por não ter se preparado. Ou o currículo feito de qualquer maneira.
  • Aquele problema de relacionamento com o seu colega de trabalho, que algum tempo depois virou seu chefe e transformou a sua vida em um inferno.

Talvez você pense que aquelas eram oportunidades que mudariam a sua vida e sua carreira, colocariam você entre os melhores da sua área e com um salário várias vezes maior do que você ganha atualmente. E você tem razão.

Pois é, isso já aconteceu comigo, leia este artigo e vou lhe mostrar como desenvolver três habilidades do administrador.



#1 – A HABILIDADE TÉCNICA: ENTRE A PRÁTICA E A TEORIA.

Habilidades do administrador: técnicasMas no que consiste a habilidade técnica?

São habilidades relacionadas a execução do trabalho. Ao domínio que se tem para o exercício de atividades técnicas, que representam o conhecimento específico de uma função. 

A habilidade técnica é aquela exigida no nível operacional durante a execução da tarefa.

No nível operacional existem muitas oportunidades para praticar conhecimentos teóricos. Ao praticar, você aprende mais e os resultados aparecem rápido, e o melhor, tais resultados são mais fáceis de serem notados pelos gestores.

Por isso, é tão importante colocar em pratica o que aprendeu na teoria, sem isso, sua habilidade técnica não vai se desenvolver.

Por falar em colocar em prática, estou escrevendo um artigo bem legal utilizando uma metáfora desenvolvida por mim, é a metáfora do garfo e faca. Nunca pensei que algo tão simples pudesse ensinar tanto.

É incrível como ela é poderosa para mudar a vida de alguém. Deixe seu e-mail abaixo para ser avisado sobre este artigo.

Mantenha-se informado

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!>


#2 – A HABILIDADE HUMANA: LIDERANÇA DE SI MESMO E DA EQUIPE.

Habilidades do administrador: humanasÉ aqui que se percebe o conceito de trabalhar em equipe e de liderança.

Esta habilidade têm sido extremamente exigida nos dias de hoje. A aplicação de uma liderança eficaz é uma das características mais evidentes de alguém que possui a habilidade desenvolvida.

Esta habilidade também pode ser percebida naqueles que se comunicam bem, possuem autoconhecimento e compreendem bem suas atitudes e motivações.

Busque melhorar sua comunicação, estude e desenvolva a sua liderança e faça pesquisas profundas sobre si mesmo. Isso fará de você um grande administrador no quesito habilidade humana.

Em relação aos níveis administrativos, esta habilidade encontra-se no nível intermediário ou de gerência.


#3 – A HABILIDADE CONCEITUAL: VISÃO DO TODO E OBJETIVOS CONGRUENTES.

Habilidades do administrador: humanasA visão macro ou visão de todo, expressão muito conhecida no mundo das corporações, exemplifica bem esta habilidade.

Eu gosto de programas de aventura, não sei se é o seu caso, mas pensa na seguinte situação:

Você está no meio da floresta amazônica, uma imensidão de plantas ao seu redor. Você precisa descobrir como sair dali ou vai morrer.

Mas o problema é que você anda por quilômetros e nada de achar a saída. Uma equipe de busca varre o perímetro com um Helicóptero.

Você lembra de um programa de TV onde o Bear Grylls ensinou a fazer uma fogueira.

A equipe de resgate sobrevoa a região olhando para a floresta com um campo de visão muito maior do que o seu. Por sorte eles observam o sinal de fumaça e então você é resgatado.

A habilidade conceitual tem esse poder. Quando bem desenvolvida te ajudará a enxergar as situações e problemas olhando de cima, com um campo de visão muito maior. Deste modo, você poderá observar e adaptar seus objetivos ao da empresa (equipe de resgate X perdido na floresta).

Desde a busca por uma recolocação profissional até o trabalho duro do dia a dia, a habilidade conceitual, quando bem desenvolvida, fará você compreender a floresta complexa que é cada organização.

Esta é a famosa habilidade de gestão e está associada ao nível estratégico nas organizações.


#4 – COMO ME DEI MAL EM UMA DINÂMICA DE GRUPO.

Habilidades do administrador: sem habilidadeEra uma quarta feira e eu estava em uma sala de espera aguardando ser chamado para participar de um processo seletivo para gerente de uma loja de eletrodoméstico. Uma oportunidade que buscara por meses.

Na sala haviam mais 7 pessoas além de mim. Todos nós sofrendo com o nervosismo que é próprio de processos seletivos.

As apresentações foram feitas e todos se conheceram. A dinâmica quebra gelo foi aplicada como de praxe. Então todos já se olhavam com mais amor e menos ódio, afinal eramos concorrentes.

A manhã foi de testes psicológicos, todos ficaram compenetrados e depois fomos dispensados.

E expectativa ficou para a parte da tarde, quem fosse continuar no processo receberia um telefonema. Me ligaram por volta das 16h e no outro dia, o dia decisivo, lá estava eu de novo. Naquele momento éramos em 6 “sobreviventes”.

Porque você deve desenvolver essas três habilidades do administrador – técnica, humana e conceitual.

O grupo foi dividido em duas equipes e a tarefa principal consistia em criar um produto, um plano de marketing/vendas e conseguir convencer os recrutadores de que o produto de uma equipe era melhor do que da outra.

Como já estava experiente em processos seletivos complexos (habilidade conceitual) decidi assumir a liderança (habilidade humana) e convenci o grupo de criar o produto com base no PDCA (habilidade técnica).

Minha estratégia era mostrar que possuíamos a habilidade técnica de conhecer o método do PDCA e mostrar que o produto não seria criado do nada.

Eu também tinha conhecimento sobre a matéria, mas não ao ponto de dominar o PDCA em uma situação de nervosismo. Neste caso, o risco era alto. O fato é que pensei só em mim e em como me dar bem.

O problema é que os membros da minha equipe, apesar de serem administradores, só tinham ouvido falar vagamente sobre o bendito PDCA.

Na hora de treinar a apresentação, os problemas começaram a aparecer.

Um disse: vamos mudar, não me sinto seguro em falar sobre isso. O outro membro do grupo concordou e eu tentei dissuadi-los da ideia, mas já era tarde, entre discussões e mais discussões o tempo passou.

Na hora de falar eu quis assumir a liderança, falei da ideia principal sobre o PDCA, e foi então que um dos recrutadores (todos eram psicólogos) resolveu perguntar: o que é PDCA ?

Os dois colegas ficaram mudos, e eu, já nervoso e constrangido por eles, me atrapalhei e só conseguia lembrar do “P” de “PLAN” e do “A” de agir.

Foi uma derrota daquelas, fomos aniquilados ali mesmo. O silêncio de todos se encarregou de dizer que estávamos eliminados.

E foi assim que me dei mal em uma dinâmica de grupo por não ter, até aquela época, desenvolvido minhas habilidades do administrador.

Qual foi o aprendizado?

Mas veja o que aprendi sobre habilidades do administrador:

  • Habilidade técnica: Se tivesse bem desenvolvida, teria me ajudado na hora de explicar o PDCA. Seria outra história.
  • Habilidade conceitual: Se estivesse fortalecida me ajudaria a compreender que aquele era um ambiente complexo e que meus objetivos deveriam estar alinhados com a organização, que no caso era minha equipe;
  • Habilidade humana: minha liderança não foi eficaz, o grupo não me seguiu e a derrota foi certa.

E é por isso que para vencer a concorrência você precisa desenvolver estas três habilidades do administrador, independente da sua experiencia de vida.

Agora olha que interessante: não é só na busca por oportunidades de trabalho que desenvolver as habilidades do administrador resultará em melhoria para sua carreira. Aliás, em relação ao assunto de desenvolver habilidades, leia este artigo que escrevi recentemente: O que é coaching, quais seus benefícios e o que ele pode fazer pela sua carreira de administrador.

Na hora de colocar a mão na massa no seu dia-a-dia, é preciso criar um senso de autovigilância e se perguntar:

  • O que fiz e aprendi hoje que elevou minha habilidade técnica?
  • Em que situações estive atento ao desenvolvimento da habilidade conceitual? Quando foi que olhei para a organização em que trabalho observando o todo?
  • Que aspectos de minha habilidade humana eu trabalhei com minha equipe hoje? Nossos objetivos eram congruentes?

Enfim, são reflexões que todos nós devemos fazer dia após dia se quisermos ter sucesso, seja ele qual for.   


#5 – O QUE APRENDEMOS

Habilidades do administrador: liçõesNeste artigo você aprendeu que a habilidade técnica está relacionada  a execução e também ao nível operacional da organização. E que é preciso praticar o que se aprendeu na teoria.

Vimos também que a liderança, a comunicação e o autoconhecimento são características visíveis do profissional  que possui a habilidade humana bem desenvolvida. Elas estão relacionadas ao nível gerencial.

E que saber olhar o todo para compreender a complexidade da organização é algo extremamente importante para ajustar-se ao comportamento das pessoas e adaptar os objetivos da empresa aos seus. Esta habilidade está relacionada ao nível estratégico.

Por fim, você viu um exemplo real de como você pode ser dar mal, seja qual for a situação, se não buscar o desenvolvimento das três habilidades do administrador.  

Espero que este artigo tenha sido útil para você.

Por isso, peço algo a você. Se este artigo lhe promoveu algo bom em sua carreira, e se você conhece alguém que precisa receber uma informação como esta, então, faça um favor para ela e para mim: compartilhe esse artigo.  

Você pode compartilhá-lo no Facebook, Twitter, Google+ ou até mesmo copiar a URL desse artigo e enviar para um de seus amigos por e-mail. Serei muito grato.

Seja o melhor gestor de si mesmo.

Até a próxima e boa sorte administrador.


Fontes:

http://www.portal-administracao.com/2014/08/ciclo-pdca-conceito-e-aplicacao.html

http://pt.slideshare.net/

https://sites.google.com/site/profamarilza/home/topicos-esp-2/habilidades-do-administradorhttps://sites.google.com/site/profamarilza/home/topicos-esp-2/habilidades-do-administrador

Crédito de Imagens: frepik.com

Ref. Bibliográficas:

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. Campus, 1999.

11 Comentários


  1. Boa Tarde!
    Sou Administradora e Funcionária Pública.
    Atualmente, desenvolvo atividades na área de Contratos, que está ligado a Diretoria de Administração. É bem verdade que todo Administrador precisa das três habilidades, em proporções diferentes, dependendo do nível hierárquico.
    Percebo, que atualmente precisamos enquanto Gestores Públicos buscar constantemente desenvolver e aplicar essas habilidades, para que enfim possamos nos profissionalizar e consigamos atingir um bem maior que é: a satisfação dos usuários.
    Agora, de acordo com alguns autores e complementando minha pequena opinião o segredo está em adquirir competências duráveis: aquelas que, mesmo em tempos de rápida mudança, não se tornam descartáveis nem obsoletas. Diante de todos esses desafios, o administrador para ser bem sucedido profissionalmente precisa desenvolver 3 competências duráveis: o conhecimento, a perspectiva e a atitude.

    Responder

    1. Olá Admª. Lourdes Nair,

      Agradecemos pela sua disponibilidade em comentar. Também agradecemos pela energia que conseguiu compartilhar conosco em seu comentário. Parabéns pela administradora e servidora pública dedicada e competente que você é.

      Responder

  2. Muito bom o artigo. As habilidades expostas no artigo indicam uma aplicabilidade interessante que tem muito a ver com sinergia entre essas três áreas. Realmente é necessária a compreensão do todo e também que o mesmo é maior do que a simples soma das partes, vez que a utilização destes conhecimentos está em toda a organização. A experiência profissional só nos evidencia mais aquilo que tenha se estudado em algum momento de nossas vidas como caixinhas separadas, mas que na verdade são totalmente conexas. Na maioria das vezes precisamos entender os sistemas como fechados, para posteriormente ligarmos um ao outro entendendo-os como abertos. Essa ligadura traz consigo aquilo que talvez seja a maior dificuldade no entendimento organizacional, as inter-relações. O bom é que o mundo da administração nos proporciona essa visão holística. Parabéns pelo artigo, pois de forma objetiva traduziu a teoria na prática e identificou as suas relações.

    Responder

    1. Belíssima contribuição Adm. Wesley. Você foi além do que expomos no artigo. Sou apaixonado por teoria dos sistema e com certeza a compreensão dela de forma efetiva nos levará a um lugar melhor.

      Responder







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *